Danças Circulares

Danças Circulares

O movimento intitulado Danças Circulares Sagradas nasceu com o coreógrafo alemão/polonês Bernhard Wosien quando, em 1976, visitou a Comunidade de Findhorn, no norte da Escócia e pôde ensinar, pela primeira vez, uma coletânea de Danças Folclóricas para os residentes.

De Findhorn até os dias atuais é notável a expansão das Danças Circulares, que no início da década de 90, chegaram ao Brasil e se espalharam formando rodas em parques, escolas, universidades, hospitais, órgãos públicos, ongs, instituições e empresas dos mais variados segmentos.

É importante lembrar que em todas as tribos e em todas as épocas a Dança Sagrada fez parte dos rituais de suas comunidades. O círculo, símbolo universal, tendo como centro muitas vezes o fogo ou objetos sagrados como talismãs e flores, representava o espaço da comunidade para celebrar rituais de passagem como nascimento, casamento, morte e outros momentos importantes da vida humana.

A Dança Circular Sagrada não é, portanto, uma invenção dos tempos modernos. Pelo contrário, é apenas o resgate de uma prática ancestral muito antiga e profunda, vestida para os tempos atuais.

http://www.dancacircular.com.br/oque.asp

segundas-feiras às 19:30

Janete Barcellos – 9962 7027

quartas-feiras às 19:30
Aldo Casagrande – 9966 7058

sextas-feiras às 14:30
Cintia Kovara – 9317 8212

Danças da Paz Universal

Danças da Paz Universal

As Danças da Paz Universal foram criadas pelo mestre sufi Samuel Lewis fundador da Ordem Sufi Islamica Ruhaniat Society. Ele também estudou profundamente as Tradições místicas do Hinduísmo, Judaísmo e Cristianismo. Nesse trabalho, Lewis foi inspirado pelo contato e aprendizado espiritual com seus dois grandes  mestres Pir-o-Murshid Hazrat Inayat Khan, que foi o primeiro a trazer a mensagem sufi para o Ocidente em 1910  e Ruth St. Denis, uma das pioneiras da  dança moderna na América e Europa.

As Danças da Paz celebram o sagrado do Hinduísmo, Budismo, Zoroastrismo, Sikhismo, Judaísmo, Cristianismo, Islamismo, bem como danças em Aramaico, Nativas Americanas, Nativas do Oriente Médio, Celtas, Nativas Africanas e da Tradição da Grande Mãe.

As Danças da Paz Universal têm desenvolvido e expandido em cada um de nós, um sentimento profundo e reverente a todas as Tradições . É a prática  da dança como expressão da prece, do sagrado e da alegria; uma experiência unificante tanto do ponto de vista humano como espiritual.  http://www.unipazrecife.org.br

Início dia 08/04 às 19:00.

Logo publicaremos a agenda anual.

Facilitadora: Janete Barcellos